. .

Remoção Internacional – Excelência no atendimento é reconhecida pelo cliente

 

Com essa mensagem, o presidente da Unimed Recife na época, Jerônimo Tenório de Brito Júnior, registrou seu agradecimento à excelência do serviços prestados pela Uniair.

No início do mês de março, a empresa foi acionada pela Unimed Recife, para fazer o transporte de dois pacientes da cidade de San Juan, na Argentina, para Recife, em Pernambuco. O casal de brasileiros sofreu um acidente automobilístico, enquanto fazia uma viagem de moto, recebeu os primeiros atendimentos e passou por cirurgia no país vizinho e precisou ser removido para continuar recebendo cuidados na sua terra natal.

A remoção foi uma operação complexa e com muitas etapas, especialmente por envolver trâmites internacionais, conforme relato a seguir, da gerente operacional Michelle Trindade. Segundo ela, casos como esse atestam a qualidade da Uniair e reforçam a importância do trabalho em equipe e do comprometimento de todos os envolvidos.  

“A negociação chegou até nós no dia 12 de março. Eles tinham uma necessidade de remover uma paciente de San Juan na Argentina para Recife. Imediatamente iniciamos os cálculos e rota para verificar qual base atenderia de forma mais rápida, qual melhor avião, quantas equipes e o que seria necessário para parar menos vezes para abastecimento com paciente a bordo. Avaliamos se os aeroportos eram internacionais, onde parar para abastecer, onde fazer entrada e saída no país, qual equipe usar. Enquanto preparávamos tudo, o presidente da Unimed Recife nos auxiliava com as informações necessárias para organizar a logística. Depois de tudo confirmado e planejado, houve uma mudança em função do pedido de transportar duas pessoas, pois o esposo da paciente também precisaria de ambulância aérea. Reorganizamos toda logística com diretoria, operações, CCV, manutenção, enfermagem e tudo certo. Cliente aceitou novo valor, assinou novo contrato, passou mais dados, e programamos para sair de San Juan com os pacientes no dia 19.

O B200 saiu de SP no dia 18, chegou em Porto Alegre, pegou mais equipamentos, abasteceu, trocou de tripulação, foi para Córdoba para internacionalização, depois para San Juan, onde pernoitou para a equipe descansar 13 horas. No outro dia, mesmo processo: San Juan/Cordoba/Poa(trocou tripulação)/BH/Recife.

Escrevi tudo isso, mas tem muito mais detalhes. Envolve atendimento internacional, muitos contatos com despachantes, alguém na Uniair dedicado só para resolver e destrinchar esses contatos, facilitando a operação. Mais os assistentes operacionais e comerciais dando apoio, confirmando leito, triagem, contrato, pagamento, informando o cliente a todo momento, sem folga, por e-mail, mensagem e telefone. Muitos pilotos pensando na melhor rota, eu e Dr. Mauricio fazendo cálculos, manutenção ajustando equipamentos. Hotel para tripulação, ambulâncias (eram duas equipes na origem e duas no destino). E muitos contatos em espanhol.

Para mim, a melhor parte de trabalhar na Uniair é pegar uma remoção complexa, pensar, pensar, pensar, conversar, achar as soluções e, quando terminar, ver o cliente tão satisfeito que não aguenta esperar para mandar mensagem agradecendo!”

Esse reconhecimento é para todos os envolvidos, pois cada pessoa é parte fundamental de uma engrenagem que tem que funcionar perfeitamente para que o trabalho todo seja um sucesso.